Ricardo Correa

O Natal chegou

Em uma época distante Ele nasceu em Belém, perseguido, fugiu para o Egito e depois da morte de seu perseguidor (Herodes) retornou a Jerusalém situada 8 Km ao norte de Belém. Cresceu em Nazaré na Região da Judéia. Atualmente essa geografia compreende ao Estado de Israel e a nação palestina.
Seus mandamentos ainda se faz vivo entre nós, às vezes incompreendidos, outras assimilados, muitos em reflexão, mas é no amor que tudo está resumido.
A capacidade de perdoar o próximo foi Seu grande ensinamento.
Antes Dele havia somente as leis, depois Dele veio o Evangelho. A lei para orientar os homens e o Evangelho para seguir a Deus.
Foi no ano 525 de nosso tempo, quando já era uma realidade a aproximação das lideranças cristãs com os imperadores romanos, é que surgiu a ideia de elaborar um novo calendário, foi então que um abade de Roma conhecido por Dionísio,o Exíguo, propôs que a Era Cristã começasse com um marco de significado religioso inquestionável, a suposta data do nascimento de Cristo. Os anos seriam numerados a partir da encarnação do Nosso Senhor Jesus Cristo.
Com esse sistema vieram as nomenclaturas A.C. e D.C. o objetivo era acabar com a falta de sincronia entre as Igrejas para o cálculo da Páscoa, havia uma confusão bíblica muito grande e a pedido do Papa João I o abade criou o calendário da Era Cristã, que foi reformado em 1582 por Gregório XIII. Daí o nome atual: Calendário Gregoriano, não é o único do Mundo, mas é o que nos serve e a todo Mundo ocidental, além de diversos Países do Oriente e da Ásia.
Aproveitando que os romanos faziam grandes festas pagãs em homenagem aos seus deuses o dia 25 de Dezembro foi o escolhido por ser um evento que consagrava o Festival do Sol Invicto. A Igreja gostou porque reunia-se com os fiéis e então o historiador cristão Julius Africanus cravou o nascimento de Cristo no dia 25 de Dezembro do ano I da nossa era. A partir de então o cristianismo passou a ser a religião oficial do Império e as comemorações eram todas em torno do nascimento do Cristo.
É claro que a dúvida permanece quanto ao seu nascimento, as pistas são incertas e truncadas, tudo é apenas imaginado e deduzido. Especulações a respeito não faltam. Existem estudos que afirmam que o ano do seu nascimento estaria localizado entre os anos 4 e 8 e que o mês do Seu nascimento seria Agosto depois do dia 21, porém as comprovações carecem de procedência.
Para nós, cristãos não muda nada porque isso não nos tira o significado do Natal, a data pode não ser confiável, mas o acontecimento por ela representado continua a ser extremamente importante para a humanidade. É o momento onde o respeito ao Sagrado se faz entre nós com indubitável força. Força esta, que nem Hitler na Alemanha nazista conseguiu dissuadir o povo de sua importância, esse exemplo deve ser observado, pois milhões de judeus foram massacrados e tudo o que eles representavam foi destruído pelas raízes, mas os fanáticos Himmler e Goebbles temeram questionar o Natal mediante seu líder, a data foi preservada a despeito dos intolerantes do Reich.
A vida de Cristo se renova em nossos corações. É essa esperança que fortalece nossos laços. É Ele a luz que nos ilumina nos infortúnios e mansidão de nossa vidas. É Ele o nosso único caminho, o da verdade e do amor.
Um feliz Natal a todos!